Read Regular: uma fonte para dislexia

Por , 19 de julho de 2012 15:26

Quando lemos um texto, um dos quesitos importantes à respeito da tipografia é a capacidade de identificarmos com facilidade cada letra. Essa capacidade é chamada de legibilidade.

Parte das maneiras de se garantir a legibilidade é observar a relação entre forma e contra-forma, ou seja, entre figura e fundo numa fonte. Se a relação figura e fundo for equilibrada, a tendência é que o reconhecimento dos caracteres seja mais rápido. Já se a relação estiver em desequilíbrio, pode ocorrer o comprometimento da legibilidade.

Pensando nesses e outros aspectos, a designer Natascha Frensch estudou e experimentou  com leitores disléxicos para testar a efetividade de sua fonte: Read Regular.

Uma das dificuldades dos leitores disléxicos está em identificar caracteres que são parecidos entre si. Caracteres como d e b são, muitas vezes, espelhados. Frensch verificou que a diferenciação entre o desenho destes caracteres facilitavam o reconhecimento das letras diferentes, evitando a confusão.

O resultado foi uma fonte com contra-formas diferenciadas, ascendentes (bdfhkl) e descendentes (gjpqy) generosas e ocos e ganchos abertos que facilitam o reconhecimento e evitam diferentes obstáculos para leitores disléxicos.

Um comentário para “Read Regular: uma fonte para dislexia”

  1. […] post anterior e com bastante repercussão, comentei sobre a Read Regular, uma fonte desenhada para a dislexia. Parece que o tema tem mobilizado outros type designers, como […]

Panorama Theme by Themocracy