Posts com a tag:marcas

Sketchbook of logos: o processo de criação de marcas

comentários Comentários desativados em Sketchbook of logos: o processo de criação de marcas
Por , 18 de fevereiro de 2013 08:59

Recentemente vi em alguns blogs como  o Design Taxi e o Abduzeedo o trabalho do type designer brasileiro Jackson Alves (portifolio no Behance) lá de Curitiba. Intitulado de Sketchbook of logos, trata dos registros do designer durante seu processo criativo ao elaborar marcas em caligrafia e lettering.

É interessante observar como as alternativas se desdobraram até chegar à sua forma final, evidenciando as opções do designer ao longo do processo.

Abaixo apenas parte do trabalho, para conhecer mais o trabalho do designer siga os links.

Jackson Alves - estudo

Continue lendo 'Sketchbook of logos: o processo de criação de marcas'»

Identidade visual, tipografia, diagramação e naming

comentários Comentários desativados em Identidade visual, tipografia, diagramação e naming
Por , 27 de abril de 2011 08:43

Pessoal, o designer Fabio Lopez (fez a caligrafia da marca das olimpíadas 2016), professor da colaboração de conteúdo semelhante em DSG1003 preparou um material sensacional sobre esses assuntos.

 

O material traz uma boa síntese das principais ideias de identidade visual (marcas, aplicações), tipografia, diagramação e naming (nome da marca).  Eu li o material e quis aproveitar para dividir com vocês, afinal está sendo muito bem comentado na web.

É bem provável que vocês sejam aluno dele quando chegarem no DSG1003, mas também é provável que se interessem pelo assunto antes, portanto estou dividindo o link com vocês. Sei que vão gostar!

Estudos de layout: da ideia à arte final

comentários Comentários desativados em Estudos de layout: da ideia à arte final
Por , 24 de março de 2011 11:26

Essa postagem pode auxiliar a compreender o Exercício 02 e seus propósitos. Boa leitura!

O design não diz respeito apenas à execução de um objeto bonito, bem feito e com um bom acabamento. Muitas vezes o produto desenvolvido não será construído pelo próprio designer: um site será programado e montado por um programador, uma coleção de moda será montada e costurada por costureiras profissionais, um livro será impresso e montado em uma gráfica e um móvel construído e montado por uma indústria ou carpinteiro.

O desenho industrial surgiu exatamente como uma maneira de se planejar a maneira como os funcionários na indústria iriam construir determinado produto. Portanto, também faz parte do trabalho de design, estudar, detalhar e especificar as propriedades de um determinado produto ou serviço para que ele possa ser realizado por terceiros. Esta é uma habilidade fundamental para os designers.

Para se chegar em um resultado é necessário planejamento, organização e muito estudo. A inspiração faz parte, mas não podemos contar apenas com ela. Por esse motivo, não se chega à uma arte-final sem antes se estudar suas possibilidades.

Os rascunhos, os layouts, modelos, protótipos, maquetes existem por esse motivo: expor ideias e testá-las antes de sua produção.

Por esse motivo, o exercício de confecção de cartazes pede que desenvolvam estudos de layout.

Mesmo a marca das olimpíadas, feita pelo escritório Tátil Design, nasceu de conversas, reuniões e rabiscos e, certamente, passou por diversas possibilidades antes de virar aquilo que conhecemos.

Notem como os primeiros estudos estão bem simples e rabiscados e depois a arte vai se aprimorando até chegar à versão final.

Panorama Theme by Themocracy